sábado, 21 de abril de 2012

Falta de farmacêutico prejudica consumidores


20/04/2012 - 09:42:45
Falta de farmacêutico prejudica consumidores
Marcos Bentes e Redação

A lei federal 5.991, de 17 de dezembro de 1973, determina que todo estabelecimento que comercializa medicamentos deve possuir um farmacêutico durante o horário de funcionamento. Mas apesar dessa determinação legal, muitas drogarias e farmácias em Santarém não estão mantendo esse profissional à disposição dos clientes e isso tem gerado muitos transtornos, pois para comprar determinados medicamentos, sobretudos aqueles que necessitam de receita, como os controlados, a venda só é permitida com a presença do farmacêutico. As principais redes de farmácias do município possuem o profissional e não permitem que sejam vendidos medicamentos de uso controlado sem a apresentação da receita, porém, não é sempre que o farmacêutico está de plantão para o atendimento aos consumidores, que são obrigados a ficar sem o remédio. Uma denúncia recebida pela reportagem, no entanto, revelou que, em determinados casos, não é difícil conseguir um medicamento de ‘tarja preta’ sem receita ou mesmo sem a presença desse profissional. 

A denúncia feita ao Portal na Hora foi feita por um consumidor que ficou bastante indignado no último dia 12, à noite, quando ele percorreu alguns estabelecimentos tentando comprar seu remédio de uso controlado. Nas drogarias por onde passou, ele não encontrou o farmacêutico. Mas de tanto insistir e reclamar com os funcionários nas farmácias, ele acabou conseguindo comprar o medicamento. E detalhe: sem a apresentação da receita. A reportagem esteve no estabelecimento citado pelo consumidor e lá a gerente afirmou que sempre as vendas de medicamentos de ‘tarja preta’ só são efetuadas mediante a apresentação da receita e de um documento de identificação. Ela informou que não teve conhecimento de alguma venda feita no estabelecimento neste dia sem que os critérios estabelecidos por lei fossem desrespeitados por algum funcionário. 

Na maioria das farmácias e drogarias visitadas pela reportagem, todos os balconistas exigiram a apresentação da receita. Mas a constatação feita pelo Portal ratificou a outra denúncia feita pelo consumidor: A ausência do farmacêutico. Pelo que se verificou, não é sempre que este profissional está disponível nos estabelecimentos 24 horas e isso acaba por provocar transtornos aos clientes. Esse assunto inclusive foi tema de uma enquete em uma emissora de rádio local dada sua importância, uma vez que muita gente que usa medicamentos controlados só pode comprá-los com a presença desse especialista, mas ele nem sempre é encontrado nos momentos que mais as pessoas precisam. 


Farmacêutico deve cumprir oito horas de trabalho

Para entender o motivo da ausência do farmacêutico nas drogarias de Santarém, o Portal procurou o representante do Conselho Regional de Farmácia (CRF), Dr. Marcos Castello Branco. Segundo ele, existem situações específicas em que o CRF pode atuar. A primeira delas é a farmácia sem a presença do farmacêutico e a segunda a farmácia com o farmacêutico, e o profissional está ausente na hora da compra do medicamento. Dentro dessas duas situações existe ainda o Termo de Ajuste de Conduta (TAC), que determina que o farmacêutico deve cumprir oito horas de trabalho na farmácia.

Segundo Marcos Castelo Branco, o CRF vai cumprir o acordo estabelecido pelo TAC feito com os donos de farmácia e a partir do ano que vem todas as farmácias vão ter que possuir em seu quadro de funcionários o farmacêutico. A farmácia que funcionar 24 horas terá que ter esse profissional em tempo integral. Outra clausula TAC diz que nos finais de semana não haveria fiscalização.

Os donos de farmácia que trabalham com a venda de medicamentos controlados e sabem que para vender antibiótico precisam do farmacêutico, enquanto a farmácia estiver aberta, pois na ausência deste profissional o balconista não poderá fazer a venda. De acordo com o representante do CRF, o dono do estabelecimento que se conscientizou da importância do farmacêutico simplesmente alavancou suas vendas. 

“Quem tenta ludibriar a lei ou o CRF está perdendo venda, e poderá sofrer as penalizações prescritas em lei, e se porventura algum cliente se sentir lesado poderá denunciar a farmácia ao PROCON, à Vigilância Sanitária e ao próprio Conselho de Farmácia. Esses três órgãos estão aptos a realizar fiscalizações”, disse. 

De acordo com ele, o órgão pode aplicar sanções aos farmacêuticos, caso eles não estejam presentes na farmácia na hora da fiscalização e o estabelecimento também pode receber uma notificação caso não tenha contratado um farmacêutico. 

Marcos Castelo Branco explica ainda que, se durante as fiscalizações nas farmácias ficar constatada a ausência do farmacêutico é lavrado um auto de infração e ele terá cinco dias para se defender, caso seja condenado sofrerá as penalidades de acordo com o TAC. 

São aproximadamente 170 farmacêuticos registrados CRF em Santarém. Este número ainda esta longe de atender a demanda da cidade por dois motivos: primeiro que quem observa fora tem uma visão totalmente diferente, pois muita gente acha que o farmacêutico só pode atuar em drogarias. Marcos esclarece que não. A drogaria é apenas uma das 77 áreas em que o farmacêutico pode atuar. 

“O salário do farmacêutico em Santarém é bastante atrativo. Mas acontece que muito dos egressos do curso de farmácia não ficam na cidade e depois de formados, eles buscam uma especialização, um mestrado, fazer um concurso. Então acaba migrando para outras áreas ou para outras cidades. Em Santarém, portanto, fica um número pequeno, sem contar que as cidades próximas também precisam de farmacêutico”, explicou Marcos Castello Branco.

Reportagem que saiu no http://www.portalnahora.com.br

segunda-feira, 2 de abril de 2012

@CRF_PA Abre sua Primeira Seccional

O @CRF_PA (Conselho Regional de Farmácia do Pará) que tem a frente o Presidente  @danieljpc inaugura hoje a sua primeira Seccional do Estado. 
A Extensão do CRF surgiu da necessidade e do crescimento dos profissionais não só na região sudeste mas em todo o Estado do Pará, descentralizando assim os serviços que só eram feitos em Belém. Agora o profissional farmacêutico poderá realizar todos os procedimentos em Marabá como se estivesse na Capital, economizando assim tempo e dinheiro.
As ações e atitudes tomadas pelo CRF-PA em todo o Estado só vem transbordar de orgulho o coração de todos os profissionais que aqui nascem e torcem para o crescimento da profissão. É esse orgulho farmacêutico que cada profissional tem que levar no peito e acreditar que tudo na vida tem seu tempo e chega na hora certa. Parabéns ao Presidente do Conselho Federal de Farmácia dr. Walter Jorge ( @walterjoao ) que como todo farmacêutico paraense, hoje deve estar cheio de alegria e Parabéns ao dr. Daniel Jackson @Danieljpc  e toda sua equipe por toda a sua luta, resistência, transparência, união e parceria. Um Sonho se realiza hoje. Avante Farmacêuticos. 


Quem quiser visitar hoje ainda a seccional do CRF-PA em Marabá:



Convite
Data: 02/04/2012
Coquetel de inauguração
Hora: a partir das 17h
Local: Seccional Sudeste.  Folha 32, Quadra 12, Lote 1B, Sala 9 - Nova Marabá - Marabá (PA)
Jantar comemorativo
Hora: a partir das 19h30min
Local: Hotel Itacaiúnas. Folha 30, Quadra 14, Lote 1 - Nova Marabá

e a Partir do dia 09/04 estará em pleno funcionamento, localiza-se no município de Marabá (PA), Folha 32, Quadra 12, Lote 1B, Sala 9, bairro Nova Marabá e terá a frente o nosso amigo @pedrogallotte.

@SigaRemo e sua toca virtual



O Site do twitter não oficial (mas com certeza o melhor, mais legal e mais engraçado da paróquia) do maior clube do norte leva até você notícias, fórum, jogos e dados do Clube do Remo, o mais querido e com a maior torcida do norte do País(Isso não é a gente que diz, são TODAS as pesquisas). Uma iniciativa do ex-jogador e comedor oficial de coxinhas da cidade @neneto. Parabéns amigo. Passem por lá. Dêem uma espiadinha. A Toca está aberta em  http://sigaremo.com.br/ . 


Grande Abraço