quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

ITINERARIO PRA AMANHA


06:30 - Início do Fim
07:00 - Chuva de meteoritos
08:30 - Chegada da primeira tsunami
10:00 - Boas vindas dos OVNI's
10:30 - OVNI's dançando Gangnam Style em flashmob
11:36 - Início da Destruição
12:00 - Eclipse e alinhamento de todos os planetas do sistema solar
12:00 a 14:00 - pausa latina para almoço
14:15 - Inversão dos Pólos Magnéticos da Terra
15:00 - Super Aquecimento Global
16:30 - Início da Aniquilação dos Terráqueos
17:00 - Show do Kiss
18:00 - Revelação de Terráqueos Alienígenas
19:00 - Resgate de prisioneiros da área 51 e de Varginha
20:00 - re-abertura do túnel São Tomé Das Letras/Machu Picchu
21:00 - Aproximação do planeta Nibiru
22:00 - Revelação de amigo secreto dos UFO's
23:00 - Chegada do Tinhoso pra terminar o serviço
23:30 - Fim do Mundo(show de encerramento com Luan Santana)

segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

ANVISA prorroga prazo para implantação do SNGPC 2.0



Prorrogado prazo para escrituração dos Antimicrobianos no SNGPC

10 de dezembro de 2012

Informamos que devido à necessidade de um maior tempo para fase de testes entre Anvisa e farmácias e drogarias privadas, uma vez que a Gerência Geral de Tecnologia da Informação identificou instabilidade do ambiente de homologação do SNGPC para a versão 2.0 do sistema e em consequência da impossibilidade dos desenvolvedores de completarem seus testes é necessário prorrogar o prazo para essa fase de testes. A previsão para que o ambiente de homologação esteja estável é 16/01/2013.

Diante disso, o prazo previsto no item III do Art. 2º da Instrução Normativa nº. 07/2011 que previa o inicio da escrituração de antimicrobianos no SNGPC a partir de 16/01/2013 será prorrogado. O período da prorrogação será publicado em breve por meio de uma Instrução Normativa.

Esclarecemos para os estabelecimentos que já comercializam medicamentos e substâncias da Portaria 344/98 e escrituram essas movimentações no SNGPC deverão continuar da mesma forma, quanto aos estabelecimentos que comercializam somente os medicamentos antimicrobianos devem continuar a dispensar esses medicamentos com a retenção da segunda via da receita conforme prevê a RDC 20/2011.

Caso surjam dúvidas, entrar em contato por meio da Central de Atendimento da Anvisa  0800-642-9782 ou digitar sua dúvida no link abaixo
http://www.anvisa.gov.br/institucional/faleconosco/FaleConosco.asp

domingo, 9 de dezembro de 2012

13 Passos para Contruir sua Imagem


A conquista de um espaço no mercado de trabalho e a melhoria nos relacionamentos pessoais estão diretamente relacionados com o autoconhecimento e a capacidade de explorar potenciais. “Acredite. Você é o único responsável pela sua marca e Imagem. Através de ações simples de relacionamento você pode mudar a sua vida e projetar seu futuro com mais segurança”.

 

O que precisa fazer:


1 - Ao contrário do que alguns pensam, cuidar e potencializar sua marca EC1 imagem não é fazer propaganda enganosa, mas a expressão do que verdadeiramente somos. E para revelarmos a nossa essência, sem defesas ou medos exagerados, precisamos reconhecer as nossas potencialidades, limitações, competências e habilidades e aprender a utilizá-las em nosso favor.

2 - A mudança começa de dentro para fora, com o autoconhecimento interior e exterior. Afinal, como vender um produto/serviço se não o conhecemos? O mesmo se aplica a você. Aprenda a se conhecer melhor e identificar seus pontos fortes e fracos, potenciais e limitações.

3 - E por falar em mercado, você sabe como as pessoas lá fora o vêem? Nesse processo de autoconhecimento, também é importante descobrir como os outros percebem você, as oportunidades e as ameaças que este mercado reserva.   Para descobrir, a dica é fazer uma pesquisa de mercado (que pode ser informal ou formal) com seus amigos, família e colegas de trabalho. Descubra o que eles realmente vêem em você — pontos positivos/fortes e negativos/fracos— e aprenda a usar isso a seu favor, também identificar as ameaças que podem prejudicar e as oportunidades que podem alavancar sua sua imagem EC1 marca.

4 - O próximo passo é buscar motivação. Procure dentro de você aquilo que irá impulsioná-lo a buscar seus objetivos e melhorar seus relacionamentos. Identifique tudo aquilo que você quer buscar. Afinal Motivação vem de Motivos que Levam à Ação!

 5 - Assim fica mais fácil dar o próximo passo: planejar. Da mesma forma que uma empresa precisa de um planejamento formalizado, com objetivos a ser alcançado, o indivíduo também precisa colocar seus anseios, desejos e necessidades no papel, quantificando metas a curto, médio e longo prazo. Em diversas áreas da vida: profissional, pessoal, familiar, espiritual, financeira, econômica, social e outras.

6 - É importante valorizar seus relacionamentos. A rede de contatos é uma grande ferramenta de marketing. A dica é manter sua networksempre atualizada. Procure, em velhas agendas e cadernos de endereços, telefones de antigos colegas de trabalho, de escola ou da faculdade e todos aqueles contatos extra-profissionais. Cada uma destas pessoas representará para você um potencial de informação, de ajuda ou um gerador de negócios.


7 – Faça parte das redes sociais, mas o importante não é ter as mesmas, mas como você as utiliza a seu favor, a favor de sua marca EC1 imagem. E tem que gostar de gente de verdade, e estar com gente de verdade, não só virtual ou via “canal de comunicação celular, por exemplo,”.

 8 - Para atingir o sucesso da sua marca e imagem é essencial ter espírito empreendedor. Procure investir em cursos de atualização profissional, participe de eventos nos campos de seu interesse, e busque informar-se sobre diferentes assuntos. Ao buscar a valorização pessoal e profissional você se torna um empreendedor da sua marca.


9 - Mantenha-se ligado nas exigências tecnológicas da profissão, da empresa e do mercado. Ser globalizado e estar conectado com o mundo é uma exigência no universo profissional.

10 – Quem não gosta de uma atenção especial? Se você demonstrar o quanto valoriza seu colega de trabalho, seu chefe, sua esposa, marido, noivo, noiva, namorado, namorada seu amigo, ou seja, de gente, irá surpreender e encantar.

11 – Comunique-se, já dizia nosso saudoso Chacrinha “quem não se comunica se strumbica”. Não adianta ser o melhor profissional do mundo, mas desconhecido.

12 - Mas todas estas dicas não terão efeito se você não souber investir em qualidade de vida. Atenção. É importante viver a vida de fato e com amor, em todos os aspectos, já dito anteriormente. Isso irá ajudá-lo a superar dificuldades e encontrar motivação para concretizar seus objetivos.

13 – E por fim nunca se esqueça,  cuidar e potencializar sua marca EC1 imagem é acima de tudo, atitude – Ação – Ação – Ação e MUITO AMOR!

Alexander Baer - Palestrante, Professor convidado do MBA da FGV Management e FGV Corporativa,  Coach Estratégico e Diretor Institucional (voluntário) da APACN

quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

Décimo terceiro: saiba calcular e planeje o uso do abono



Todo trabalhador com carteira assinada, bem como aposentados, pensionistas e trabalhadores avulsos têm direito à gratificação

Por Patricia Alves - http://www.infomoney.com.br 

SÃO PAULO – Em meio à correria com a proximidade do final do ano, férias e festas, o mês de novembro chega cheio de expectativas para a organização do orçamento: é o mês da primeira parcela do décimo terceiro salário dos trabalhadores formais do Brasil.
Pela legislação, todo trabalhador com carteira assinada, bem como aposentados, pensionistas e trabalhadores avulsos, têm direito a receber a gratificação.
Ainda conforme a lei, a partir de 15 dias de serviço, o trabalhador já está qualificado a receber o décimo terceiro salário, proporcional ao tempo trabalhado durante o ano.
Como calcularSe você faz parte do grupo de trabalhadores com direito a receber o abono, aprenda a calcular quanto deve receber a partir da seguinte fórmula: valor do salário bruto/12 x número de meses trabalhados. Por exemplo, quem trabalhou oito meses durante o ano e tem um salário de R$ 3 mil deve dividir esse valor por 12 e multiplicar o resultado por 8, ou seja, o trabalhador do exemplo acima tem direito a receber R$ 2 mil de gratificação.
O pagamento, que acontece em duas vezes, dá-se da seguinte forma:
    1ª parcela (até 30 de novembro): equivalente à metade do valor a que o trabalhador tem direito

    2ª parcela (até 20 de dezembro): saldo da remuneração de dezembro menos a parcela adiantada menos os encargos incidentes sobre o valor total da gratificação.
A tabela abaixo ilustra o cálculo de décimo terceiro para dois salários e datas de contratação distintas.
 Caso 1Caso 2
SalárioR$ 1.000R$ 6.000
Data de contratação1º de janeiro de 201126 de abril de 2011
Período de cálculo12 meses8 meses
Décimo terceiro bruto= 12/12 * R$ 1.000 = R$ 1.000= 8/12 * R$ 6.000 = R$ 4.000
Dedução de INSS 18% * R$ 1.000 = R$ 8011% * (R$ 3.691,74) = R$ 406,09
Dedução de IRRF 2Isento, pois o décimo terceiro bruto está dentro do limite de isenção, que é de R$ 1.499,15= R$ 4.000 - R$ 406,09 = R$ 3.593,91 * 22,5% = R$ 808,63 - R$ 528,37 = R$ 280,26
Décimo terceiro líquido= R$ 1.000 - R$ 80 = R$ 920= R$ 4.000 - R$ 406,09 - R$ 280,26 = R$ 3.313,65
Em duas parcelas:
Primeira parcelaR$ 500R$ 2.000
Segunda parcelaR$ 420 = R$ 500 - R$ 80R$ 1.313,65 = R$ 2.000 - R$ 686,35
1 8% - Alíquota de dedução de INSS para rendimentos na faixa até R$ 1.107,52. A alíquota de dedução de INSS para rendimentos entre R$ 1.107,53 e R$ 1.845,87 é de 9% e para rendimentos acima de R$ 1.845,88 é de 11%, sendo que a dedução máxima é de R$ 406,09 ou 11% do teto de cálculo, que é de R$ 3.691,74.

2 22,5% - Alíquota de dedução de IRRF para ganhos entre R$ 3.130,52 e R$ 3.911,63, sendo que a base de cálculo é o rendimento após a dedução de INSS, no caso, o décimo terceiro após o desconto da parcela do INSS.
Uso conscienteA grana extra é sempre bem-vinda, principalmente com a proximidade do final do ano, quando os gastos sempre aumentam um pouco mais. No entanto, para que o dinheiro a mais não passe de mocinho a vilão do seu orçamento, a gerente de contas da ZipCode, Rubia Piovesan, dá algumas dicas:
1. Pague contas, evite os juros abusivos;
2. Compre os presentes de Natal à vista, para não começar o ano com prestações;
3. Esperou o ano todo para comprar aquele móvel ou eletrodoméstico novo para sua casa? Chegou a hora! Esse é um período do ano com muitas promoções, aproveite o dinheiro e pague à vista;
4. Tem filhos? Lembre-se do início do ano… Material escolar, livros, matrícula;
5. Vai viajar no Réveillon? Guarde o dinheiro, você precisará muito dele, pois os preços das passagens e de hotéis são mais caros nesse período;
6. Guarde esse dinheiro para pagar suas contas do início do ano, como IPVA e IPTU;
7. Guardar o dinheiro para o licenciamento do carro e a inspeção veicular de 2012;
8. Já reserve o dinheiro para o Carnaval de 2012;
9. Já defina a programação das férias escolares (janeiro);
10.Comece a tão falada “poupança”. O importante é começar uma reserva, assim você poderá poupar um valor “X” a cada mês e terá tranquilidade para realizar os outros planos.
O cenário ideal seria que o dinheiro do décimo terceiro desse para seguir à risca todas as dicas da lista e que ainda sobrasse. No entanto, como o ideal é diferente do real, vale usar o bom senso e priorizar determinadas obrigações. Divida o montante em partes e destine cada uma delas para um fim. Dessa forma, é possível diminuir as dívidas, pagar parte das contas, poupar um pouco e ainda pensar em você!

terça-feira, 30 de outubro de 2012

Final de Ano


No Final do Ano, nos deparamos com as perguntas clássicas:
  1. O que fiz até agora no ano, em todas as áreas da minha vida?
  2. Alcancei meus objetivos e metas?
  3. Estive motivado?
  4. Atualizei meu conhecimento?
  5. Sou um profissional Inovador?
  6. Sou um profissional com diferencial?
  7. Mas estes diferenciais o mercado percebe?
  8. E família como anda?
  9. Trato bem todos os níveis hierárquicos da empresa?
  10. Sou comunicativo?
  11. Trabalhei minha empregabilidade e meu diferencial no mercado de trabalho?
  12. O entusiasmo estava presente?
  13. Estou atualizado com as inovações e estratégias mais atuais do mercado e das empresas?
  14. Quais os meus sonhos para 2013, 2014 E 2015?
  15. Como esta minha network?
  16. Ou sou aquela pessoa ou profissional ChupaKabra????
  17. Como vou realizar estes Sonhos?
  18. Só fiquei no facebook?
  19. ........................................................
  20. ..........................................................
  21. .................................................................

Reflita sobre as suas conquistas durante o ano, principalmente, se auto-conheça (independente do seu nível hierárquico) e se preparare de forma mais organizada, estruturada, planejada e empreendedora para atingir os Sonhos, ou seja os Objetivos e Metas!
“Profissionais e Seres Humanos  que valorizam a si próprios em primeiro lugar e que investem na sua marca têm auto-estima e sucesso maior”!

Alexander Baer
Palestrante, Professor convidado do MBA da FGV Management e FGV Corporativa,  Coach Estratégico e Diretor Institucional (voluntário) da APACN - Associação Paranaense de Apoio a Criança com Câncer

quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Planejamento Estratégico de Vida e Carreira




Planejar é Preciso! Identificar, estar Preparado e Aproveitar as Oportunidades e se Defender das Ameaças! Planejamento estratégico pode ser o grande diferencial para a o profissional que deseja obter mais sucesso em 2012,  2013 e 2014.
          Os profissionais precisam hoje fundamentalmente ter um rumo uma visão de FUTURO para que possam assim buscar e alcançar todos os RESULTADOS ALMEJADOS.
Fundamentalmente a análise do ambiente externo (cenários, oportunidades e ameaças), devem ser altamente conhecidas bem como a análise do ambiente interno (forças/pontos fortes e fraquezas/pontos fracos), para que os profissionais possam estar preparados para aproveitar as oportunidades e se defender das ameaças (concorrentes, por exemplo).
Bem como desenvolver estratégias de expansão de mercado, liderança em diferenciação, custos e foco, PARA SEREM ÚNICOS NO SEU MERCADO(dentro e fora das empresas)!
Ou seja, se preparar e estar preparado hoje, para aproveitar o hoje e o amanhã!
Para os profissionais, o final e início ano é a época de fazer um balanço dos resultados da sua vida pessoal e profissional. Nem sempre os mesmos são satisfatórios. O motivo: falta de planejamento e muito foco em apagar incêndios do dia a dia.
Os profissionais devem ter um rumo definido ano a ano. Porém não são todos os funcionários/colaboradores que entendem a importância de definir suas estratégias, objetivos e metas de negócio. “Sem saber que rumos dar à sua vida e carreira, profissional  deixa o desenvolvimento e crescimento de sua vida e carreira à mercê do destino e da empresa que trabalha”.
        O segredo do sucesso, segundo Alexander, é o planejamento estratégico de vida e carreira. Quando for estabelecer os planos para sua marca, o profissional precisa pensar a curto, médio e longo prazo. “Quando se planeja pensando em 2012, 2013 e 2014, é possível contemplar o futuro e estar muito mais preparado para aproveitar as oportunidades e se defender das ameaças do mercado”. Ou seja, está muito mais preparado e com muito mais foco!
Planejar estrategicamente não é uma missão impossível. O profissional deve seguir três passos, independente do nível hierárquico que se encontra. O primeiro é definir para onde a o profissional deseja ir. “Esta ação descreve o direcionamento que o profissional deseja dar a sua vida e carreira. Para isso, ele deve definir, respeitar e seguir a sua visão, missão, seus valores e  códigos de ética”, complementa, pois os valores de um profissional dão suporte à missão (o que ele faz hoje) rumo à visão (o que ele quer ser) de futuro.
A segunda etapa é um diagnóstico atual do profissional. Segundo Alexander, é preciso analisar profundamente o ambiente externo em que se encontra (neste caso fora dele significa dentro da empresa em que trabalha e no mercado lá fora. “Deste modo, se conhece melhor o mercado, suas oportunidades e suas ameaças”, observa. Na visão do professor, a avaliação do ambiente interno também é de extrema importância, pois permite o aprimoramento dos pontos fortes/forças de um profissional e a correção dos pontos fracos/fraquezas/limitações que deve ser algo emergencial, pois as fraquezas, pontos fracos limitações de uma pessoa/profissional podem fazer com que ele não desenvolva sua missão e conseqüentemente não atingido sua visão, ou seja, sai do jogo.
        Depois de estabelecer os rumos da vida e carreira e de diagnosticar sua atual situação, o profissional deve definir as ações para a expansão de mercado e diferenciação. Essa é a terceira fase do planejamento. “O profissional pode, por exemplo, desenvolver estratégias para vender mais para os mesmos clientes, conquistar novos mercados, oferecer novos produtos e serviços e buscar a diversificação”. Também é necessário promover uma estratégia de liderança em diferenciação (modelo de competitividade de Porter), envolvendo toda a cadeia de valor da sua vida de acordo com a visão sistêmica da psicologia (áreas que compõem esta cadeia de valor sua: familiar + financeiro + econômico + Profissional + físico mental + outras) para que aja de forma sistêmica para a conquista dos objetivos planejados. Deste modo, o profissional torna-se único para o mercado e fica muito mais feliz e com muito mais sucesso.  Com resultados altamente positivos de fato.
É importante salientar que planejamento estratégico é fundamental para todos os profissionais que queiram ter sucesso na vida e na carreira!!!.
Como saber se o objetivo é possível?
         Na hora de fazer o planejamento anual do profissional, muitos têm dúvidas quanto à viabilidade dos objetivos almejados. Para Alexander, quando se tem o rumo certo e a análise do mercado, o profissional sabe o que pode fazer para alcançar o sucesso. “Ou seja, ter um claro plano de ação onde ele saberá o que, quando, onde, por quê, quem é o responsável(ele mesmo) e como fazer e quanto irá custar”, salienta.
        Além de deixar a si mesmo muito melhor preparado para as adversidades do mercado. 

Alexandre Baer
Palestrante, Professor convidado do MBA da FGV Management e FGV Corporativa,  Coach Estratégico e Diretor Institucional (voluntário) da APACN - Associação Paranaense de Apoio a Criança com Câncer 

O PI e o PHI




A respeito desse assunto , há dois livros
ótimos : ''Deus é matemático ? ''e ''A Razão Áurea'', de Mario Livio.


Todos nós já ouvimos falar em número Pi. É o irracional mais famoso da história, com o qual se representa a razão constante entre o perímetro de qualquer circunferência e o seu diâmetro.
Equivale  a: 3,141592653589793238462643383279502884197169399375... e é conhecido vulgarmente como 3,1416.
Não confundir com o número Phi que corresponde a 1,618.

O número Phi (letra grega que se pronuncia "fi") apesar de não ser tão conhecido, tem um significado muito mais interessantee.
Durante anos o homem procurou a beleza perfeita, a proporção ideal.

Os gregos criaram então o retângulo de ouro. Era um retângulo, do qual extraiu-se uma proporção: o lado maior dividido pelo lado menor. E a partir dessa proporção tudo era construído. Assim eles fizeram o Parthenon: a proporção nos retângulos que formam a face central e a lateral; a profundidade dividida pelo comprimento ou altura; tudo seguia uma proporção ideal de 1,618.

Os Egípcios fizeram o mesmo com as pirâmides: cada pedra era 1,618 menor do que a pedra de baixo, ou seja, a de baixo era 1,618 maior que a de cima, que era 1,618 maior que a da 3ª fileira e assim por diante.

Durante milênios, a arquitetura clássica grega prevaleceu. O retângulo de ouro era padrão. Mas, depois de muito tempo veio a construção gótica com formas arredondadas, que não utilizavam o retângulo de ouro grego.

No ano 1200, contudo, Leonardo Fibonacci um matemático que estudava o crescimento das populações de coelhos, criou aquela que é provavelmente a mais famosa seqüência matemática, a Série Fibonacci.
A partir de 2 coelhos, Fibonacci foi contando como eles
aumentavam. A partir da reprodução de várias gerações chegou a uma seqüência onde um número é igual a soma dos dois números anteriores: 1 2 3 5 8 13 21 34 55 89 ...

1+1=2
2+1=3
3+2=5
5+3=8
8+5=13
13+8=21
21+13...e assim por diante.

Aí entra a 1ª "coincidência": a proporção de crescimento média da série é... 1,618 (o número Phi). Os números variam, um pouco acima às vezes, em outras um pouco abaixo, mas a média é 1,618 - exatamente a proporção das pirâmides do Egito e do retângulo de ouro dos gregos. Então, essa descoberta de Fibonacci abriu uma nova idéia de tal proporção, a ponto de os cientistas começaram a estudar a natureza em termos matemáticos e começaram a descobrir coisas fantásticas.
Por exemplo:

- A proporção de abelhas fêmeas em comparação com abelhas machos numa colméia é de 1,618;
- A proporção que aumenta o tamanho das espirais de um caracol é de 1,618;
- A proporção em que aumenta o diâmetro das espirais sementes de um girassol é de 1,618;
- A proporção em que se diminuem as folhas de uma árvore à medida que subimos de altura é de 1,618;

E não só na Terra se encontra tal proporção. Nas galáxias, as estrelas se distribuem em torno de um astro principal numa espiral obedecendo à proporção de 1,618.
Por isso, o número Phi ficou conhecido como

A DIVINA PROPORÇÃO

Por que os historiadores religiosos descrevem que foi a beleza perfeita que Deus teria escolhido para fazer o mundo?
Por volta de 1500, com o retorno do Renascentismo, a cultur clássica voltou à moda.
Michelangelo e, principalmente Leonardo da Vinci, grandes amantes da cultura pagã, colocaram esta proporção natural em suas obras. Mas Da Vinci foi ainda mais longe: ele, como cientista, usava cadáveres para medir as proporções do corpo humano e descobriu que nenhuma outra coisa obedece tanto a DIVINA PROPORÇÃO do que o corpo humano... obra prima de Deus.

Por exemplo:
- Meça sua altura e depois divida pela altura do seu umbigo até o chão: o resultado é 1,618.
- Meça seu braço inteiro e depois divida pelo tamanho do seu cotovelo até o dedo: o resultado é 1,618.
- Meça seus dedos, ele inteiro dividido pela distância da dobra central até a ponta ou da dobra central até a ponta dividido pela segunda dobra: o resultado é 1,618;
- Meça sua perna inteira e divida pelo tamanho do seu joelho até o chão. O resultado é 1,618;
- A altura do seu crânio dividido pelo distância da sua mandíbula até o alto da cabeça dá 1,618;
- Da sua cintura até a cabeça e depois só o tórax: o resultado é 1,618;

Considere sempre erros de medida da régua ou fita métrica, que não são instrumentos precisos de medição.

Tudo, cada osso do corpo humano, é regido pela Divina Proporção.
Coelhos, abelhas, caramujos, constelações, girassóis, árvores, arte e o homem, coisas teoricamente diferentes, são todas ligadas numa proporção em comum.

Até hoje essa é considerada a mais perfeita das proporções.
Não por acaso é usada, hoje, pelos "inteligentes" no nosso dia-a-dia: meça seu cartão de crédito, largura / altura, seu livro, seu jornal, uma foto revelada. Lembre-se de considerar sempre possiveis erros de medida da régua ou fita métrica.

Encontramos ainda o número Phi em famosas sinfonias como a 9ª de Beethoven, e em outras diversas obras.

Então...isso tudo seria uma mera coincidência?

quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Matemática Interessante

Veja só que matemática interessante:

Numa cidade, os habitantes, endividados, estão vivendo às custas de crédito.
Por sorte chega um gringo e entra no único hotel.
O gringo saca uma nota de R$100,00, põe no balcão e pede para ver um quarto.
Enquanto o gringo vê o quarto, o gerente do hotel sai correndo com a nota de R$100,00 e vai até o açougue pagar suas dívidas com o açougueiro.
O açougueiro, pega a nota e vai até um criador de suínos a quem deve e paga tudo.
O criador, por sua vez, pega também a nota e corre ao veterinário para liquidar sua dívida.
O veterinário, com a nota de R$100,00 em mãos, vai até à zona pagar o que devia a uma prostituta (em tempos de crise essa classe também trabalha a crédito).
A prostituta sai com o dinheiro em direção ao hotel, lugar onde levava seus clientes; e como ultimamente não havia pago pelas acomodações, paga a conta de R$100,00.
Nesse momento, o gringo chega novamente ao balcão, pede sua nota de R$100,00 de volta, agradece e diz não ser o que esperava e sai do hotel e da cidade.

Ninguém ganhou um vintém, porém agora todos saldaram suas dívidas e começam a ver o futuro com confiança!

Moral da história: Quando o dinheiro circula, não há crise !!!

Lembrem desse NOME


Brasileiros lembrem o nome desse homem !

J.R. GUZZO

Quando o ex-presidente Lula indicou o nome do procurador Joaquim Barbosa para o Supremo Tribunal Federal, em 2003, aplaudiu a si mesmo por mais esse lance da genialidade política que lhe é atribuída. Tornava-se, com isso, “o primeiro presidente deste país” a levar um negro à mais alta corte de Justiça do Brasil 
 o que não é bem assim, pois antes de Barbosa o STF teve dois ministros mulatos, já esquecidos na bruma dos tempos. Mas o que vale nas coisas da política, em geral, é o que se diz  e o que se disse é que havia ali um plano magistral. O novo ministro, agradecido pela honra recebida, seria um belo amigo do governo nas horas difíceis. Acontece que os melhores planos, muitas vezes, não acabam em bons resultados; o que decide tudo, no fim das contas, são os azares da vida. O grande problema para Lula foi que o único negro disponível para ocupar o cargo era Joaquim Barbosa  e ali estava, possivelmente, uma das pessoas menos indicadas para fazer o que esperavam dele.
Para começo de conversa, Barbosa dá a impressão de detestar, positivamente, o rótulo de primeiro “ministro negro” do STF. Não quer que pensem que está lá para preencher alguma espécie de “cota”; a única razão de sua presença no STF, julga o ministro, são seus méritos de jurista, adquiridos em anos de trabalho duríssimo e sem a ajuda de ninguém. Nunca precisou do apoio da “comunidade negra”, nem da secretaria da igualdade racial, ou coisa que o valha. Também não parece se impressionar, nem um pouco, com gente de origem humilde. É filho de um pedreiro do interior de Minas Gerais, tornou-se arrimo de família na adolescência e ao contrário de Lula, que não bate ponto desde que virou líder sindical, em 1975, Barbosa começou a trabalhar aos 16 anos de idade e não parou até hoje.
O ministro, além disso, é homem de personalidade notoriamente difícil, sujeita a ásperas mudanças de humor e estoques perigosamente baixos de paciência. É atormentado por uma hérnia de disco que lhe causa dores cruéis e o obriga muitas vezes a ficar de pé durante as sessões do STF. É, em suma, o tipo de pessoa que se deve tratar com cuidado. Lula e o PT fizeram justamente o contrário. Quando Barbosa se tornou relator no processo do mensalão, em 2006, continuaram apostando todas as fichas na histórica impunidade com que são premiados no Brasil réus poderosos e capazes de pagar advogados caros. Descobriram, agora, que o trabalho de Barbosa puxou as condenações em massa no julgamento do mensalão 
 e jogou uma banana de dinamite no sistema de corrupção que há dez anos envenena a vida pública no Brasil.
A primeira trovoada séria veio quando o ministro aceitou a denúncia da procuradoria contra os quarenta do mensalão. Na época, o único deles com cabeça foi o ex-secretário-geral do PT Silvio “Land Rover” Pereira; não contestou a acusação, foi punido com prestação de “serviços comunitários” e acabou resolvendo seu caso a preço de custo. Os demais, guiados pelo farol de Lula, preferiram ficar debochando. Durante o tempo todo, ele sustentou que o mensalão “nunca existiu”. Quando o julgamento começou, disse que não iria acompanhar nada: “Tenho mais o que fazer”. Delúbio Soares, operador-mor do guichê de pagamento do esquema, afirmou que tudo iria acabar em “piada de salão”. O presidente nacional do PT, Rui Falcão, garantiu que o povo estava interessado, mesmo, é na novela das 9. O que queriam com isso ? Imaginavam que Joaquim Barbosa, trabalhando como um burro de carga, com a tortura da dor nos quadris e seu temperamento de porco-espinho, estava achando engraçado ouvir que o seu esforço era uma palhaçada inútil ? Lula e sua tropa tinham certeza de que o processo iria se arrastar até o Dia do Juízo Final. O ministro Barbosa, hoje, poderia dizer : “Não contavam com a minha astúcia”. No caso, sua astúcia foi entender a diferença entre “muito tempo” e “nunca”. Tudo seria demorado, claro. Mas ele tinha certeza de que terminaria o seu trabalho 
 e que os 80% de popularidade de Lula, aí, não iriam servir para nada.
Em sua curta obra-prima Ratos e Homens, um dos clássicos da literatura populista americana, John Steinbeck se inspira num antigo poema escocês para nos dizer que os mais bem cuidados planos deste mundo, sejam feitos por ratos ou por homens, são coisas frágeis; podem ser desfeitos pela roda do acaso, que é indiferente tanto aos projetos mais humildes quanto aos mais ambiciosos, e só acabam deixando mágoa e dor. Joaquim Barbosa talvez faça com que os mensaleiros se lembrem disso por muito tempo.

sexta-feira, 21 de setembro de 2012

A Importância das Fibras


São sete os nutrientes que o Homem necessita e retira dos alimentos:
Água, fibras, carboidratos, lípidos, minerais, proteínas e vitaminas. Falaremos aqui sobre as fibras.
As fibras são um conjunto de substâncias – celulose, gomas, hemicelulose, lignina, mucilagens e pectinas – da família dos hidratos de carbono. São compostos que não são digeridos nem absorvidos pelo nosso organismo e, apesar de não terem funções plástica, energética ou de ativação metabólica, têm um papel demasiado importante para serem descurados na nossa alimentação.
Uma alimentação rica em fibras é promotora da saúde a vários níveis:
- mantém ou recupera o equilíbrio da flora intestinal, impedindo ou favorecendo o desenvolvimento de bactérias prejudiciais ou benéficas, respetivamente;
- contribui para uma boa formação de fezes, tornando-as mais hidratadas e moles;
- estimula a motilidade do intestino, melhorando a circulação e evacuação das fezes;
- promove o esvaziamento da vesícula biliar, contribuindo para melhores digestões e prevenindo a formação de cálculos na vesícula;
- aumenta a capacidade de eliminação do colesterol e de gorduras, diminuindo os seus níveis de circulação no sangue;
Um outro benefício da utilização de fibras na alimentação é a sensação de saciedade que do seu
consumo resulta, controlando assim a ingestão de outros alimentos que, ao serem calóricos, elevam o aporte energético para níveis superiores aos necessários.
Quando a dieta é pobre em fibras, os indivíduos estão mais sujeitos a determinadas desordens ou doenças tais como:
- apendicite;
- aumento dos níveis de colesterol e gorduras no sangue, com todas as implicações que daí resultam – arterosclerose, doenças cardíacas, dislipidemias etc;
- cancro do intestino grosso;
- formação de cálculos biliares que pode levar à remoção da vesícula;
- diverticulose do cólon;
- prisão de ventre.
Numa alimentação racional a quantidade de fibras deve ser sempre superior a 10 g por dia e este nutriente deve estar presente em todas as refeições. As fibras encontram-se em alimentos de origem vegetal, particularmente os cereais e seus produtos derivados – farinhas, massas e produtos de panificação; frutos; hortaliças; legumes e leguminosas – ervilhas, favas, feijões, grãos e lentilhas.
Os cereais e os seus produtos derivados são tão mais ricos em fibras quanto menos forem manipulados no sentido de os branquear. Assim, farinhas, massas e pão, em geral, escuro ou de mistura são mais completos.
Na fruta, a casca é a zona que contém mais fibra pelo que, sempre que possível, não deve ser consumida descascada. Para se aproveitar melhor a quantidade de fibras existente nas hortaliças deve-se cozê-las muito bem de modo a ingerir-se com facilidade as suas partes mais duras.

fonte: www.buscasaude.com.br

quinta-feira, 6 de setembro de 2012

Estranho caso clínico



O parto foi cesariana, pois até a data prevista 31/3 não houve sinais, e optamos pela cirurgia.

Pedro nasceu muito bem. Chorou logo e teve nota 9 de Apagar.

Nasceu com 48 cm e pesou 3,430kg.

Seu primeiro ano de vida foi ótimo, com desenvolvimento perfeito e nenhuma doença.

Sentou com cinco meses, andou com 11 meses, disse as primeiras palavras com 7 meses e antes disso já emitia sons naturais de um bebê.

Com um ano e dois meses, certa tarde durante o sono, Pedro acordou assustado como estivesse se engasgando.

Isso se repetiu por mais alguns dias até que fomos ao médico.

Este viu uma crise, suspeitou de refluxo-gastresofágico e solicitou alguns exames.

Nesta época, estas crises aconteciam mais ou menos 10 vezes ao dia e duravam aproximadamente 15 segundos.

Como os exames não acusaram nada, por indicação do médico, procuramos um neurologista infantil que disse tratar-se de crises convulsivas.

Fizemos um primeiro eletro encefalograma que foi normal.

Procuramos o Dr.Salomão Schwartzmam, que o avaliou e considerou-o logicamente perfeito.

Nesse período, as crises aumentavam em quantidade e intensidade.

Assim, em agosto de 90 ele foi internado na UTI pela primeira vez com aproximadamente uma crise a cada 3 minutos.

Ficou no Hospital 20 dias e saiu com as crises mais controladas. Fez uma Tomografia Computadorizada que foi normal.

O segundo eletro acusou foco irritadiço do lado direito cérebro.

Apesar de tudo isso, seu desenvolvimento continuava
normal, porém mostrava-se mais sonolento.

As crises continuavam; eram crises mistas.

Em outubro de 90, percebemos que ele estava sorrindo menos, chorando menos e que quando sorria, o lado esquerdo de seu rosto parecia paralisado.

Em novembro de 90, percebi que ele usava menos o braço esquerdo. Os médicos chamaram de seqüelas. Em dezembro de 90, fizemos uma ressonância magnética de crânio, um exame de Fundo de Olho alguns exames para detectar erros inatos do metabolismo. Todos os exames foram normais.

Nessa época, ele já apresentava dificuldade para caminhar e falava menos. Mantinha uma média de mais ou menos 20 crises por dia.

No decorrer de sete meses mudamos de médicos por diversas vezes vários anticonvulsivantes foram testados.

Porém o efeito nunca era totalmente satisfatório.

E esteve internado mais duas vezes para controlar crises mais frequêntes Em janeiro de 91, Pedro foi internado mais uma vez e saiu do hospital sem andar, sentar ou falar.

Em fevereiro, novamente foi internado com crises muito fortes, ficou 20 dias no Hospital.

As crises já duravam 1 min, manifestando-se a cada 10 min.

Nessa ocasião, foi medicado com cortisona e fez vários exames de Metabolismo, porém nada foi encontrado...

A habilidade motora dele ficou debilitada.

Quando teve alta, não segurava a cabeça, não sentava sozinho e parecia não reconhecer ninguém, além de não fixar o olhar em nada.

O tempo foi passando, e com seções de fisioterapia e muito carinho Pedro foi conseguindo alguns pequenos progressos.

Continuávamos nossa maratona em médicos e exames, porém nada acontecia.

Suas crises ficaram um pouco mais controladas, manifestando-se somente durante o sono, aproximadamente 8 episódios por noite, com duração de cerca de 1 min.

No final de 95, ele ficou alguns dias consecutivos sem apresentar crises.
Nestes últimos anos, repetiu alguns exames, porém nada de novo foi encontrado.

Teve complicações pulmonares e tomou muito antibiótico. Nos últimos meses de 95, Pedro readquiriu o controle da cabeça e ganhou maior firmeza no tronco.

Passou a fixar o olhar nas pessoas e objetos, porém ainda não manifestando desejo de pegá-los.

Seu rosto ficou mais expressivo, apesar de ainda não rir ou chorar.

Em janeiro de 96, repetimos a Ressonância Magnética que se apresentou tal e qual a anterior, segundo o médico que assinou o laudo.

O Dr. Fernando Arita, seu médico atual, diagnosticou que Pedro tem um cérebro um pouco menos denso do que uma criança de 7 anos.

Repetimos também o eletro encefalograma, que se apresentou bem melhor que o anterior, com crises mais localizadas.

Fizemos também, um estudo de Cariótipo (pai, mãe e filho) com a Dra.Rita de Cássia Stoco e nada foi encontrado.

Disse suspeitar de Doenças Mitocondriais e sugeriu que fizéssemos um estudo de DNA. Foi feita também, uma dosagem de aminoácidos no sangue e cromatografia de açúcares na urina.

Atualmente, Pedro mantém cerca de 4 crises convulsivas durante o sono, principalmente a partir das horas da madrugada. Em suas crises estica braços e pernas, gira a cabeça para a esquerda e chora..

Duram cerca de 45 segundos. Sua atenção continua fixa nas pessoas e objetos, porém não se movimenta espontaneamente.

Readquiriu razoável controle de tronco, porém não senta, não fica em pé, não fala, não sorri ou chora.

De dois anos para cá, desenvolveu uma escoliose bastante preocupante. Está medicado com Rivotril, Valpakine e Tryleptal.

Pedro, atualmente, está com 15 anos. Durante todos estes anos, não encontramos uma resposta para o que acontece com Pedro, e, também nunca encontramos alguém com problema semelhante para trocar experiências..

Se você puder ajudar, se for médico ou já conheceu alguma criança com o mesmo problema, por favor, nos escreva.

Se não, passe essa mensagem para frente para que encontre o destino certo.

Muito Obrigado,


Liane e Manoel


Nosso endereço: Rua Conselheiro Brotero, 1559 apto 134 CEP 01232-011 São
Paulo - SP - BRASIL
Fone: (11) 3662.4826