quarta-feira, 31 de março de 2010

DIÁRIO DE UMA MULHER FIEL NUM CRUZEIRO MARÍTIMO


Querido Diário... 1º Dia: 

Já estou preparada para fazer este maravilhoso Cruzeiro que ganhei de presente do meu marido...
 Vim sòzinha e trouxe na mala minhas melhores roupas! Estou excitada!!!

 
Querido Diário... 2º Dia:


Estivemos todo o dia navegando. Foi lindo e vi alguns golfinhos e baleias! 
Que viagem maravilhosa estou começando! Hoje me encontrei com o Capitão, que por sinal é um belo homem! 

 Querido diário... 3º Dia: 
Hoje estive na piscina. Fiz também um pouco de jogging e joguei mini-golfe. 
O Capitão me convidou para jantar em sua mesa. Foi uma honra e a noite foi maravilhosa.Ele é um homem muito atraente e culto. 

 Querido diário... 4º Dia: 
 
Fui ao Cassino do navio! Tive muita sorte, pois ganhei U$80.
O Capitão me convidou para jantar com ele em seu camarote. A ceia foi luxuosa com caviar e champanhe. Depois de comermos ele perguntou se eu ficaria em seu camarote, mas recusei o convite.. Disse a ele que não queria ser infiel ao meu marido.


Querido diário... 5º Dia: 
Hoje voltei à piscina para me bronzear um pouco. 
Depois, decidi ir ao Piano Bar e passar ali à tarde. O Capitão me viu e me convidou para tomar um aperitivo.  Realmente ele é um homem encantador. 
Perguntou-me de novo se eu queria visitá-lo em seu camarote naquela noite.
E eu lhe disse que não, que era casada!
Então ele falou que se eu continuasse respondendo não, ele iria afundar o navio! Fiquei aterrorizada!


Querido diário... 6º Dia: 

 
Hoje salvei 1600 pessoas... três vezes!!!


Viram só?
Mulher não trai... ela salva VIDAS!

BUNDA GRANDE é bom sim senhor!



Enquanto está acontecendo um rebuliço mundial contra a obesidade, existe uma parte do corpo
que recentemente foi (parcialmente) absolvida disto. A BUNDA. Falo logo porque é a parte que primeiro os homens olham e dificilmente não gostam (eu adoro) que diga a minha amiga @APiriguete (foto ao lado) ou a minha amiga @NanaGouvea (foto abaixo)

Então se você é brasileira, sinta-se feliz com esta noticia, já que bumbum grande que é considerado um fetiche erótico, ou um padrão de beleza, é comum a maior parte das brasileiras :)

Recentemente li e acompanhei um estudo britânico que sugeria o seguinte. Acumular gordura na região dos quadris, BUMBUM e coxas pode ser saudável porque protege contra problemas cardíacos e metabólicos, ou seja, coração e diabetes (principalmente).
Segundo os pesquisadores da universidade de Oxford, essa proteção proveniente da gordura no quadril seria explicada porque nessa região, a gordura absorve ácidos graxos e contem um agente anti-inflamatório que impede a obstrução das artérias.
O artigo, publicado na revista cientifica International Journal of Obesity, afirma ainda que ter pouca gordura nos quadris pode levar a problemas metabólicos sério, como a Síndrome de Cushing (desordem causada por altos níveis de cortisona do sangue e que causa aumento de peso).

O médico que conduziu a pesquisa, Konstantinos Manolopoulos disse que a gordura localizada ao redor de coxas e quadris é diferente da depositada no estômago. Há a gordura boa e a gordura ruim, assim como há bom e ruim colesterol, segundo ele.


Alguns outros estudos demonstraram que é mais difícil queimar a gordura concentrada em torno das coxas e do bumbum do que a situada na região da cintura. Portanto a gordura que dá uma forma de maça, é pior que o corpo em forma de pêra.


Essa dificuldade em queimar a gordura na região do quadril tem resultados benéficos, poruqe quando a gordura é quebrada muito depressa, ela libera substancias conhecidas como CITOQUINAS (substâncias associadas a doenças cardiovasculares, resistência à insulina e diabetes), que podem levar a inflamações no corpo. A gordura em torno do quadril também produz maiores quantidades do hormônio ADIPONECTINA, que protege as artérias e promove melhor controle da taxa de açúcar no sangue e da queima de gordura. Contudo, continua valendo a informação de que o excesso de peso na região do estômago aumenta os riscos de diabetes e de doenças cardíacas. Os resultados são aplicáveis aos seres humanos, e dizem ainda que quem tem padrão de acumulação de gordura nos quadris tem uma prevenção natural contra a diabetes tipo 2 e doenças cardiovasculares.

Portanto, quanto maior a gordura em torno das coxas, melhor – desde que a barriga permaneça magra. Infelizmente, é muito difícil conseguir uma sem a outra.

grande abraço a todas e cuidem de seus bumbuns :)

Marcos Castello
@castellito

domingo, 21 de março de 2010

Relacionamentos e os Estresses Diários

É muito comum hoje em dia escutarmos as pessoas, falando:

"Não existem mais homens/mulheres bons para se relacionar"
"Os bons(as boas) estão todos(as) comprometidos(das)"
"Eu não consigo arrumar namorado(a)"
"Meus relacionamentos nunca dão certo".

Muita gente hoje em dia reclama ou dos atuais companheiros ou da falta de alguém legal para se relacionar, entretanto, lhes darei sim um otima e excelente noticia...existem sim ainda muitos homens e mulheres para se relacionar de bom coração, de boa indole e que fará você caro leitor muito feliz.

E o que estaria acontecendo no reino da dinamarca então? o que está fazendo com que mulheres e homens estejam batendo cabeça dentro e fora de um relacionamento? seria ciúmes exagerado dos homens? seria a tão falada igualdade que as mulheres tanto lutaram e lutam para conseguir e muitas das vezes sem saber porque ou para que e também sem saber até onde querem essa igualdade? seria a falta de romantismo tão escassa hoje em dia como dar flores, leva-la para jantar, pagar a conta sem ela saber, abrir a porta do carro? seria a programação da TV que atira sem dó e piedade as "situações normais" do dia dia, como qualquer um pega minha mulher eu pego a dos outros, namoro aqui, fico ali, sou casado(a) mais traio e etc?

Estive pensando estes dias porque existem mais mulheres sozinhas do que homens e andei observando alguns casais conhecidos próximos a mim, e a conclusão que cheguei, me corrijam se eu estiver errado, é que as mulheres quando vêem algum problema no relacionamento terminam logo praa tentar ter melhor sorte na próxima vez. Já os homens, normalmente continuam um relacionamento, mesmo que não seja tão bom, até encontrar alguém melhor ou diferente.

O caso é que nossa cultura sempre foi machista, o homem se dá o direito de trair mas “com minha mulher não, se ela me trair eu a mato” e a vida segue como se nada de errado estivesse acontecendo. Só para lembrar que as mulheres já alcançaram uma igualdade profissional maravilhosa, exercendo hoje em dia cargos antes só ocupados por homens. Isso é sensacional. Eu pessoalmente prefiro ter uma mulher ao meu lado trabalhando do que um homem, pois a mulher é mais exigente, mais detalhista, tem mais visão do negócio e é claro, consegue fazer várias coisas ao mesmo tempo.

Se você que está lendo isso agora critica ou está pensando em criticar alguém que está solteiro ou colocar a culpa em alguém pelo fato de você ainda estar solteiro, reflita sobre suas atitudes, seus amigos, sua vida e procure ver aonde está o seu “erro”. Se você não está conseguindo algo que deseja, mude o planejamento, repense a estratégia, estabeleça novos rumos. Faça algo diferente e mude a sua vida. Não adianta ficar olhando pra que lado vai, escolha um lado, mas que seja uma escolha consciente.

É tão bom namorar e sempre é tempo de se fazer isso. Eu adoro namorar e ficar apaixonado. Diferente do que eu pensava quando era bem mais novo, não existe idade máxima ou mínima para se casar, ter filhos, ser feliz. Também nem sempre a felicidade está em um casamento ou em ter filhos( não tenho filhos, mas já fui casado). Isso tudo varia de pessoa para pessoa. O mais importante é ser espontâneo e se sentir feliz.

O mais importante dentro de um relacionamento é o DIALOGO. Não existe você querer falar que não gosta de DR ou algo parecido, isso deve existir e ser feito da melhor forma entre os dois. Se você não gosta ou não quer, meu amigo/amiga, infelizmente precisas rever teus conceitos. Já perdi preciosos relacionamentos(namoro e amigos) devido a isso, tanto que meu apelido quando era mais jovem era “iceman” pois engolia todas as mágoas pra mim e me fechava como uma ostra e não estava nem aí para o que a outra pessoa pensava ou achava, terminava ali e tchau. Verdadeiro “homem de gelo”. Acredite, isso não é legal. Sempre que houver um problema o casal precisa sentar e conversar para resolver, pois se for deixando passar, um não sabe que fez algo que magoou o outro e pode continuar a fazer, sem saber que aquilo é ruim para a outra pessoa. Se você deixa a “coisa rolar” sem resolver logo ou pelo menos conversar sobre o assunto é uma das piores coisas (se não for a pior) que possam acontecer numa relação.Muitos problemas de relacionamento hoje em dia, existem por falta de uma visão mais abrangente de uma das partes e, principalmente por falta de flexibilidade.

Homens, amigos, fiquem atentos aos seguintes detalhes: Problema pessoal, financeiro, profissional, esportivo(cuidado com os resultados de jogos de futebol) ou até mesmo hormonal. O humor se altera e quem sempre acaba levando a pior é quem está mais perto, ou seja, a mulher.
Mulheres, amigas, fiquem atentas aos seguintes detalhes: gravidez, fatores físicos(corpo, cabelos, pele etc), hormonais, pessoal, sei que as mulheres sabem quando mudam, mas precisam saber na verdade o porque mudaram, qual fator levou a mudança e assim que sabemos o motivo, fica mais fácil tomar as devidas providências para melhorar ou mesmo tratar dos sintomas.

Pense na última briga que você teve com alguém próximo. Como você se sentiu depois? Como se comportou? O conflito com uma pessoa querida leva, muitas vezes, a um sentimento ruim e a um consequente comportamento errôneo, como bater a porta de forma violenta ou sair com os amigos pra beber uma cerveja e “afogar as mágoas”. Mas como isso afeta as pessoas realmente?
Aprender a lidar com os estados emocionais negativos que podem surgir em alguma época de um relacionamento afetivo é importante, pois isso se reflete no modo como as pessoas acabam lidando com o mundo ao seu redor.
Os relacionamentos costumam, normalmente, servir de porto seguro para os estresses do dia a dia. Quando há uma briga, esses relacionamentos acabam potencializando situações estressantes já presentes. A consequência disso pode ser, uma maior impulsividade que pode se refletir na violência doméstica, na bebida ou mesmo em comportamentos alimentares exagerados.

Respeitando a nós mesmos e aos outros, conseguimos viver de maneira feliz e harmoniosa. Sempre pense primeiro no que você poderia fazer de diferente para mudar ou melhorar uma situação. Quando assumimos a responsabilidade de nossos atos, tudo fica mais fácil e já que não podemos mudar os outros a receita é começar por nós, fatalmente isso refletirá nos que nos rodeiam.

Pense nisso

Um grande abraço do @castellito




PS: Mesmo que vocês estejam apaixonados, mesmo que se queiram e se divirtam juntos, algumas atitudes e situações podem prejudicar a relação. Para evitar isso, aqui está uma lista de 12 problemas e 12 soluções para você prevenir-se das dificuldades que pode vir a enfrentar.

1. Não dividimos as tarefas domésticas
Esta é uma das queixas mais comum entre as mulheres, mesmo que não seja exclusividade delas. Basta que um dos companheiros sinta que está trabalhando mais em casa que o outro, de forma injustificada, para surgir o conflito. Quando estamos "cegos" de amor até achamos graça nas roupas sujas pelo chão ou na louça acumulada na pia. Porém, quando a convivência é diária, as tarefas domésticas podem transformar-se em um verdadeiro inferno para quem é responsável por elas.
Solução - Mesmo que te pareça incômodo, este é um dos assuntos que devem ficar claros desde o início. É preciso fazer uma divisão justa e eqüitativa das tarefas em função dos horários e responsabilidades de cada um fora de casa. Não caia no erro de fazer tudo sozinha nem exagere com as obrigações de limpeza, e jamais coloque a arrumação como mais a coisa mais importante da casa, antes do sexo ou do descanso! Se ele se queixa que você faz pouco em casa procure esforçar-se, pois a chave da convivência é fazer a vida do outro mais fácil.

2. Me aborreço e me fecho como uma ostra
A rotina se instalou na sua vida? Você já não se importa em arrumar-se para ele? Não suporta estar sempre com a família ou só em casa? A libido e o desejo diminuíram? Antes de buscar soluções deve refletir e pensar se continua apaixonada por ele, ou se o relacionamento chegou a um ponto de excesso de confiança e costume.
Solução - Combater a rotina supõe um esforço permanente por parte de ambos, já que de certa forma ela sempre estará presente. A solução emergencial é manter uma certa distância, não passando as 24 horas do dia juntos. Passe mais tempo com os amigos, tenha momentos de independência, busque atividades que a façam sair de casa e que te façam voltar a vê-lo com a distância que antes provocava em você o desejo de estar sempre com ele.

3. Sua família e seu meio social são diferentes do meu
Algumas vezes são as circunstâncias externas que "estremecem" uma relação. As diferenças sócioculturais, incluindo a família, podem interferir fortemente, mesmo que o casal se goste muito. Você se sente inferior junto à família dele, ou vice-versa? Você gosta dele mas gostaria que ele fosse mais culto? Não aprova muito os costumes da família do parceiro?
Solução - Essas são questões muito delicadas e que devem ser resolvidas através da comunicação e tato. O primeiro a fazer é jamais tentar parecer ou ser quem não se é. Sempre se pode melhorar, mas você não deve fazer com que seu parceiro mude apenas para ser como você quer, isso o deixará insatisfeito. Respeite a família dele, nunca tente separá-los, se esforce para ser flexível e tolerante para que o outro não se sinta forçado a fazer coisas que não quer ou não está de acordo. As carências culturais são facilmente resolvidas se ambos têm vontade e se tratam a questão com respeito.

4. Tenho um trabalho melhor que o dele
Você jamais imaginou que ficaria com um homem que se sente diminuído por você ganhar mais ou ter um trabalho melhor. Ele fica distante, mal humorado e inclusive teve uma queda na libido ou, pelo contrário, sente necessidade de mostrar que é "homem" em todos os sentidos.
Solução - Converse claramente com ele e diga o que você pensa, porém tenha todo o cuidado possível porque será difícil que seu parceiro reconheça que está com uma certa "inveja" do seu sucesso. Tente ser racional com ele, mas não permita que tire os méritos do seu êxito. Se ele não mudar de idéia e continuar com atitudes machistas em outros aspectos, pare e pense: você realmente quer estar com alguém assim?

5. Ocorreu um caso de traição no relacionamento
Este é um dos principais motivos de rompimento. Ninguém pode saber a princípio se vai ser infiel ou não, mas há pessoas que são infiéis por "natureza". O problema é a atitude adotada diante da infidelidade: mentiras, arrependimento, honestidade consigo mesmo e com o companheiro ... Também é importante a forma em que se descobre a infidelidade, se por meio do próprio companheiro ou através de terceiros.
Solução - Tudo depende da atitude da pessoa que enganou. Se contou a verdade, se está arrependido e foi algo esporádico, podem sentar e conversar sobre a traição buscando superar. Porém isso requer uma grande maturidade e racionalidade por parte de quem foi traído em conversar calmamente. Se um dos parceiros sabe que tem tendência a trair, deve ser sincero sobre isso, mesmo que pareça uma "utopia" conversar abertamente sobre questões como essa.

6. Estão com problemas financeiros
O aluguel, as contas, o carro, os filhos, o financiamento da casa ... Algumas vezes ter uma vida em comum supõe uma condição financeira forte. Se o homem ou a mulher não estão bem no trabalho, a preocupação acaba por atingir os dois. É difícil manter o bom humor e muito menos a paixão quando um dos dois sabe que não terá dinheiro para chegar ao fim do mês.
Solução - Para começar, vocês têm que relativizar os problemas e tratar de reduzir os gastos, algumas vezes as dificuldades surgem porque vivemos acima das nossas possibilidades. Se um dos dois está especialmente preocupado com o trabalho ou situação financeira, o outro deve transformar-se em apoio, não ficar pressionando. Manter o humor ajuda muito mais que passar o dia queixando-se.

7. Vivo para o trabalho
Algumas vezes o trabalho toma conta de nossa vida ao ponto de deixar o parceiro num segundo plano. Todos temos obrigações e responsabilidades e é saudável ter ambições na carreira, mas é preciso saber impor limites quando isso ocupa a maior parte do nosso tempo. Ao companheiro que tem que cuidar de você, é duro sentir que o trabalho é mais importante do que ele.
Solução - O melhor a fazer é conversar com calma, utilizando argumentos reais. Se um dos dois tem um trabalho com muitas responsabilidades e é difícil cumprir os horários, é importante fazer com que o pouco tempo que passam juntos seja dedicado apenas a vocês. A chave é buscar qualidade no lugar de quantidade. Por outro lado, é preciso descobrir se por trás dessa entrega "desmedida" ao trabalho se esconde um problema de falta de amor, de rotina ou até uma infidelidade.

8. O ciúmes não nos deixa viver
Conviver com uma pessoa ciumenta pode transformar-se num inferno. Se no princípio você ficava encantada com o cuidado extremo e o fato de querer que você fosse só dele, em pouco tempo essa situação ficará insuportável. O mais triste é que o ciumento sofre muito com seu comportamento, de tal forma que isso pode vir a ser um problema psicológico.
Solução - Mais uma vez, o diálogo é importantíssimo. A pessoa ciumenta precisa ter claro em mente que não tem motivos para preocupar-se. Por outro lado, quem sofre com o ciúme exagerado não deve permitir que tenha suas liberdades limitadas, muito menos renunciar a suas amizades. É necessário trabalhar a confiança do outro, que pouco a pouco adquirirá segurança. Consultas a um psicólogo ou terapias de casais podem ajudar.

9. Um dos dois não quer ter filhos
A maternidade ou paternidade pode provocar uma grave divisão entre o casal. Não são apenas os homens que retardam o momento de ser pais, com a nova posição social, muitas mulheres estão adiando a hora de ter filhos em favor de suas carreiras e suas próprias vidas. Mas, quando um dos dois quer ter filhos e o outro não, pode surgir um obstáculo terrível entre os companheiros.
Solução - A solução para este conflito não é fácil, já que existe um choque direto de interesses de ambos. Para chegar a um consenso, é preciso passar pelo diálogo sincero, já que um dos motivos que estão dificultando o desejo de uma das partes em ter filhos pode ser justamente o fato de não estar apaixonada o suficientemente pela outra pessoa para embarcar nesse projeto de vida. Outra razão que pode gerar o impasse é o medo da responsabilidade, ou achar que ainda não é a hora de ter filhos. Esta é uma questão na qual não de deve jogar sujo, já que o ideal é que o filho seja concebido com o consentimento de ambos. Se é um problema de tempo, os avanços da medicina vão ajudar quando decidirem pelo filho. Já se é uma questão definitiva, é preciso refletir seriamente se pode-se renunciar ao desejo de ser mãe ou pai.

10. Um dos dois é egoísta
Muitas pessoas que são fantásticas com seus amigos ou família são extremamente egoísta com o parceiro. A causa pode estar no fato de não estar acostumado a compartilhar suas coisas, seu tempo, seu espaço ou sua vida com outra pessoa, ou porque não se sentem o suficientemente apaixonados para renunciar sua independência. O egoísmo pode traduzir-se em "pão-durismo" emocional, em falta de atenção e carências de todo o tipo.
Solução - Quem é egoísta deve saber para poder mudar, se é que está disposto a fazer isso. Conviver com uma pessoa egoísta pode ser algo muito difícil, e vai implicar em grandes doses de paciência por parte do parceiro. O melhor a fazer é fazer o egoísta "provar do seu próprio remédio" em coisas que são importantes para ele. Ao iniciar uma convivência é muito normal sofrer esse tipo de problema, por isso que o casal deve ter paciência um com o outro.

11. Um dos dois usa drogas
O vício por drogas ou álcool pode destruir o amor, a confiança, a cumplicidade que existe entre um casal. O problema surge quando já não é mais possível fazer juntos as coisas que antes agradavam aos dois, quando quem tem o vício começa a mentir e a mostrar-se agressivo. A "gota d´água" é quando a principal paixão passa a ser o vício.
Solução - Fingir que está tudo bem é uma péssima tática. Trata-se de um assunto delicadíssimo, já que normalmente quem sofre de um vício tem dificuldades em reconhecer o problema e tenta escondê-lo de todas as formas. Em alguns casos, chega a inclusive a separar-se do parceiro, da família, amigos ... Neste caso é preciso ser radical: aborde abertamente o problema e deixe a outra pessoa enquanto ela não admitir que está viciada, a menos que ela admita o que está passando e busque ajuda profissional. Nesse caso, ela contará com todo seu apoio.

12. Não conversamos
De todos, talvez esse seja o problema mais grave, porque impede a solução de todas as dificuldades e pode ser a origem de um abismo sem saída para o casal. Geralmente são os homens que têm problemas de comunicação, porque nós mulheres estamos acostumadas a contar tudo a nossas amigas. Mas o desafio não é falar sobre o que fizemos durante o dia, e sim sobre ocorre entre o casal. Dizer o que nos machuca, nos faz sofrer ou nos incomoda é duro porque nos deixa indefesos diante do outro, mas é absolutamente necessário para ter uma relação de casal adulta e duradoura.
Solução - Conversar, conversar e conversar. É preferível comentar qualquer sensação ou coisa que nos incomode, por menor que seja, a deixar que se transforme em uma bomba que venha a explodir no momento menos esperado. A comunicação entre o casal deve basear-se no respeito, em escutar e na tolerância. Não cabem críticas, elevações no tom da voz ou tons imperativos, de "sou eu quem manda".

quarta-feira, 17 de março de 2010

Doce que Emagrece

Apaixonada por doce? não consegue forças para emagrecer? Talvez o @castellito possa dar uma forcinha extra...

Existe um tipo de “docinho” que está fazendo a festa da dieta no atual mercado nacional e que vai deixar a mulherada muito feliz.

Este docinho é um alimento desenvolvido a base de colágeno hidrolisado.
A reposição do colágeno é muito importante para o bom funcionamento do organismo, pois está presente em grande quantidade nas estruturas protéicas da pele, cabelos, articulações, cartilagens e unhas. O consumo de colágeno hidrolisado libera naturalmente o mediador PYY, responsável pela inibição da fome, proporcionalmente uma rápida sensação de saciedade.
Não deve substituir a alimentação, mas ser utilizado como coadjuvante em dietas alimentares devido às inúmeras propriedades e benefícios do colágeno.
Além de saborosas, as gomas de colágeno trazem diversos benefícios à saúde, como o emagrecimento e a manutenção da juventude da pele.
Basta uma olhada rápida nas prateleiras de produtos de beleza para perceber que a maioria dos creme contém colágeno. Os médicos não se cansam de falar sobre a importância dele para a saúde da pele. Principal elemento de sustentação da pele, o colágeno tem sua produção reduzida em 1% ao ano a partir dos 30 anos. Por volta dos 50, há uma queda drástica e é nessa hora que a suplementação se torna fundamental.
No mercado hoje ela pode ser encontrada sob o nome de Snella http://www.snella.com.br/ e está a venda em Belém na Phamapele – Farmácia de Manipulação. Caso prefira comprar pelo site também pode.
Entretanto caso queira adicionar outros princípios ativos como Caralluma, Pholiamagra ou Glucomannan, somente a manipulação poderá faze-lo sob orientação de um profissional da saúde como médico ou nutricionista. Ou também caso queira somente experimentar ou pedir em menos quantidade também somente a farmácia de manipulação poderá faze-lo.


Como Funciona:

É um tipo especial de gelatina, obtida através de um processo termo-químico diferenciado, onde a estrutura do material colagênico é transformada em proteína (solúvel), com alto poder saciativo e de absorção, em outras palavras, o colágeno hidrolisado, ao chegar ao intestino, libera aminoácidos que favorecem o próprio organismo a produzir mais colágeno. Além disso, a substância auxilia na redução do apetite, porque absorve grande quantidade de água, ocupando espaço no estômago. O consumo é fácil e por isso tornou-se um produto de grande aceitação.
As gomas também podem ser associadas a ativos fitoterápicos que auxiliam no tratamento. São saborosas e promovem sensação de saciedade, auxiliando nos regimes de emagrecimento e na compulsão por doces.

Mais sobre Colágeno:

Se apresenta em nosso organismo como uma das maiores moléculas protéicas, presente na estrutura dos tecidos, cartilagens, ossos, unhas, tendões, músculos, cabelos e articulações, representando mais de 30% das proteínas.
O Colágeno Hidrolisado é rico em Glicina e Prolina (aminoácidos essenciais) e apresentam quantidades protéicas superiores às encontradas em outros alimentos.
Estudos mostram que após a maturidade, ou seja, por volta dos 25 anos, o organismo humano começa a perder 1,5 % de colágeno ao ano e, após os 50 anos produz 35 % de colágeno a menos que produzia anteriormente.

Benefícios:
1. Melhora a textura e a aparência da pele.
2. Auxilia no crescimento e fortalecimento de cabelos e unhas.
3. Auxilia no processo de emagrecimento
4. Induz a síntese de colágeno e fortalece as cartilagens.


Observações do @castellito
• Podem ser consumidos por diabéticos e não contem glúten.
• Cada bala contém 30% de colágeno hidrolisado. Sortidas nos sabores morango, uva, abacaxi e hortelã.
• A goma de colágeno aceita quase todos os tipos de fitoterápicos. Entre os mais utilizados, estão o Glucomanann1, a Pholiamagra2,e a Caralluma Fimbriata3, que auxiliam no emagrecimento. Vale ressaltar que só médicos e nutricionistas podem definir quais são os fitoterápicos que irão compor a goma de cada paciente.

1- Glucomannam: É um polissacarídeo solúvel em água composto em 40% por peso sexo de raízes da planta konjac. É uma fibra alimentar e tem sido comercializada como tratamento para constipação, obesidade, colesterol alto, acne e diabetes tipo 2. Pode aliviar a constipação ao diminuir a tempo do trânsito fecal. No tratamento de constipação crônica, glucomannan melhorou significativamente os sintomas ao mesmo tempo que foi bem tolerada e livre de efeitos colaterais relevantes.
2- Pholiamagra: Conhecida como a “erva anti-barriga” brasileira (Família botânica Boraginaceae), ela também é bastante conhecida nos Estados Unidos e Europa, que padronizaram o extrato super concentrado. Sua fama no mundo como uma forma natural e saudável no tratamento anti-obesidade atravessa as fronteiras principalmente na competição contra produtos sintéticos.
3- Caralluma: consiste em uma grande planta suculenta encontrada na selva da África. É usada para suprimir fome e apetite e aumentar a resistência. Em outros momentos, também foi considerada como "comida da escassez", utilizada durante períodos de escassez para suprimir o apetite.


Qual a diferença entre Gelatina e Colágeno Hidrolisado?
A gelatina é extraída do colágeno, especialmente do bovino. Contém uma série de fragmentos de proteínas que fornecem aminoácidos fundamentais para a manutenção de ossos e para a regeneração de algumas articulações. Contém 9 dos 10 aminoácidos essenciais ao corpo. A principal diferença entre a gelatina que compramos no supermercado (sobremesa) e o Colágeno Hidrolisado está na isenção de gordura, colesterol e carboidratos. Ela é composta de 84 a 90% de proteína, de 1 a 2% de sais minerais e de 8 a 15% de água.

Gostou? Interessou-se?
Entre em contato
#bjmeliga

terça-feira, 16 de março de 2010

Recomeçar

"Não importa onde você parou...em que momento da vida você cansou...o que importa é que sempre é possível e necessário "Recomeçar". Recomeçar é dar uma nova chance a si mesmo...é renovar as esperanças na vida e o mais importante...acreditar em você de novo..." Carlos Drummond de Andrade.

Belém, 16 de Março de 2010, 20h, hora da fome, cansado, com sono mas sim... estou aqui e a palavra de ordem é recomeçar. Escolhi recomeçar por um dos poemas mais bacanas que conheço escrito pelo melhor poeta do Brasil que define muito bem o sentimento que estive sentindo estes últimos dias.
Por muito tempo insisti em não escrever, nunca me senti um escritor ou algo do gênero, mas sempre foi bem mais fácil expor minhas idéias da forma escrita do que falando, até porque me acho um cara tímido demais e talvez por isso tenha me desestimulado tanto, mas num mundo em que se uma joaninha tropeça e cai, na hora todo mundo já sabe via internet, não era eu que iria ficar só olhando como um mero espectador.
É impressionante o leque de informações que você vê e/ou lê hoje em dia pela internet. Entretanto quem acessa o conteúdo somos nós mesmos, através de um clique, podemos abrir uma caixa de conhecimentos num mundo novo, uma de besteiras ou uma de pandora. É você quem escolhe. Seguir, acessar, aceitar tanto faz, nós escolhemos o nosso destino no meio virtual assim como no mundo real, cabe a nós decidir o que é bom ou não, assim como diz a musica (musica?) “cada qual no seu quadrado”. Por isso me admira ver quem reclama disso ou daquilo, não quer seguir, não segue, não quer ver então não entre, é feio, enjoado, chato, fala merda...então não aceite, recuse, dê block, unfollow e seja feliz!
Certa vez ouvi de um grande professor que "sua imaginação, sua criatividade e seu talento devem ser postos em ação para você poder vencer". Ele está certíssimo, nós podemos realizar qualquer coisa, se usarmos os recursos que estão ao nosso alcance, acreditarmos e se nos prepararmos para decidir o que nós queremos para então crescer e aparecer. Minha função aqui é de crescer, pois cada assunto me obriga a pesquisar, ler, enteder para somente depois expor as idéias de uma forma fácil, clara e objetiva. Não vou me prender a nenhum assunto específico e sim a tudo que tenho vontade de falar, de mostrar, de expor ...então se prepare para ler diversos textos relacionados a saúde, cinema, tecnologia, religião, sexo, música, futebol e é claro amor...muito amor e paixão, pois não sei viver sem estar apaixonado, amo estar apaixonado, principalmente pela vida.
Termino com um texto que gosto demais de Charles Chaplin sobre Perdão, Amor, Paixão, Determinação, Vitória, Vida....vida cada dia, viva de cada vez, viva como se hoje fosse o seu último dia, porque o futuro é agora, e o que você faz hoje que determina o dia de amanhã.
Beijo do Castello.

Ja perdoei erros imperdoáveis

"Já perdoei erros quase imperdoáveis,
tentei substituir pessoas insubstituíveis
e esquecer pessoas inesquecíveis.

Já fiz coisas por impulso,
já me decepcionei com pessoas quando nunca pensei me decepcionar, mas também decepcionei alguém.

Já abracei pra proteger,
já dei risada quando não podia,
fiz amigos eternos,
amei e fui amado,
mas também já fui rejeitado,
fui amado e não amei.

Já gritei e pulei de tanta felicidade,
já vivi de amor e fiz juras eternas,
"quebrei a cara muitas vezes"!

Já chorei ouvindo música e vendo fotos,
já liguei só para escutar uma voz,
me apaixonei por um sorriso,
já pensei que fosse morrer de tanta saudade
e tive medo de perder alguém especial (e acabei perdendo).

Mas vivi, e ainda vivo!
Não passo pela vida…
E você também não deveria passar!

Viva!
Bom mesmo é ir à luta com determinação,
abraçar a vida com paixão,
perder com classe
e vencer com ousadia,
porque o mundo pertence a quem se atreve
e a vida é "muito" pra ser insignificante.
Já perdoei erros quase imperdoáveis,
tentei substituir pessoas insubstituíveis
e esquecer pessoas inesquecíveis.

Já fiz coisas por impulso,
já me decepcionei com pessoas quando nunca pensei me decepcionar, mas também decepcionei alguém.

Já abracei pra proteger,
já dei risada quando não podia,
fiz amigos eternos,
amei e fui amado,
mas também já fui rejeitado,
fui amado e não amei.

Já gritei e pulei de tanta felicidade,
já vivi de amor e fiz juras eternas,
"quebrei a cara muitas vezes"!

Já chorei ouvindo música e vendo fotos,
já liguei só para escutar uma voz,
me apaixonei por um sorriso,
já pensei que fosse morrer de tanta saudade
e tive medo de perder alguém especial (e acabei perdendo).

Mas vivi, e ainda vivo!
Não passo pela vida…
E você também não deveria passar!

Viva!
Bom mesmo é ir à luta com determinação,
abraçar a vida com paixão,
perder com classe
e vencer com ousadia,
porque o mundo pertence a quem se atreve
e a vida é "muito" pra ser insignificante”

Charles Chaplin